// O corpo do texto deve ficar no lugar deste comentário. //
[BGS2012] Experimentei Forza Horizon, Burnout wannabe | HardLevel

Entrando um pouco mais cedo no último dia da BGS, tivemos a vantagem de pegar alguns jogos sem filas, um deles foi Forza Horizon para Xbox 360, eu meio que já sabia o que iria encontrar, mas ainda assim quis dar uma conferida pra compartilhar com vocês.

Forza é um simulador de corrida, seria o Gran Turismo do Xbox, sério, é muito parecido, só que tem bem menos carros e os menus funcionam. Mas Horizon tenta mudar um pouco o rumo da série, na real é um spin off se inspirando em um outro grande jogo de sucesso, no caso estou falando de Burnout Paradise.

Joguei bem pouco, uma corridinha só, e tem algumas coisas a serem consideradas, o mundo aberto, a corrida em si e o controle com sensor de movimento que fiz questão de experimentar. Vamos lá então.

Mundo aberto, Burnout Wannabe

Sim, mesmo esquema, você tá com seu carro numa estrada ou na cidade, tem um mapa enorme com pontos e esses pontos são eventos, chegando num deles, você pode se inscrever e participar do evento, igual Burnout Paradise, porém uma coisa que percebi é que o carro não é tão sensível à batidas, em Burnout qualquer batida um pouco mais forte e você verá seu carro em pedaços em uma animação digna de Hollywood.

A corrida

Achei um evento e fui ver como era, era uma corrida de tempo, tinha que chegar num ponto no menor tempo possível, fui com um Charger, não gosto muito desse tipo de carro, em nenhum jogo de corrida, sempre me dou mal, eles sempre rodam nas curvas que tento fazer um drift, aqui não foi diferente. A jogabilidade é leve, tranquila, mas achei o carro um pouco sensível, o que atrapalhou em algumas vezes, mas nada que um pouco de prática não resolva. O cenário era bem bonito, desértico com muitas curvas abertas para forçar o jogador a arriscar o drift.

O controle

Usei aquele controle com sensor de movimento, o da imagem abaixo, infelizmente não consegui tirar uma foto.

Uma preocupação minha quando vi esse controle pela primeira vez era o quanto seria ruim jogar com ele suspenso, sem apoio, se ele seria pesado ou desconfortável, e me surpreendi, ele é bem leve e um pouco maior que o controle normal, consequentemente não é incomodo jogar com ele.

O PS3 tem um controle parecido, porém é necessário colocar o Move dentro dele, com isso você terá que comprar 3 acessórios para usa-lo, o controle, o Move e a PSEye, no do Xbox não, apenas o controle, ponto positivo aqui.

Os comandos respondiam bem, era bem tranquilo de usar, a adaptação foi bem curta, quando tava procurando eventos, estava no mundo aberto, num momento passei do ponto e precisei dar meia volta, foi bem tranquilo dar o retorno. O controle tem sensor de movimento, logo basta girar para os lados e o carro obedece, para acelerar ou dar ré, há dois botões de gatilho L e R, iguais ao do controle comum. Só os botões coloridos que achei um pouco desconfortáveis, muito pequenos, mas nada que prejudique demais.

Conclusão

Apesar de pegar alguns elementos emprestados de Burnout Paradise, ele tem o DNA de Forza, a jogabilidade é bastante similar, mas um pouco mais casual, mais simples, você pega o carro e corre os eventos, pronto, será um belo jogo para dar uma diversificada.

Forza Horizon chega logo, em 23 de outubro para Xbox 360.

Related Post

Author Venão
Published
Views 107
  • Achei interessante a idéia de Forza querer conquistar um outro publico, boa jogada de marketing, afinal muita gente não curte simulador pela dificuldade.
    Sobre o jogo, não consegui testar no Racing Wheel, peguei pelo controle mesmo. Eu fui com um Viper que é um carro que eu não curto, mesmo motivo que vc não gosta do Charger. O jogo é legal, tem tudo pra dar certo. Só a Microsoft acertar o passo no Marketing do jogo que tem tudo pra deslanchar e não virar um Alan Wake da vida.

Relacionado

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Show Buttons
Hide Buttons